terça-feira, 24 de março de 2009

“A Educação, Nós e a instabilidade da Terra”

No passado 18 de Março de 2009 a EB1 da Torreira (Fregim) acolheu a realização do Conselho de Docentes do 1.º Ciclo do Agrupamento Vertical de Escolas de Vila Caiz (Amarante).
Aproveitando a presença dos docentes a leccionar o ensino básico no Agrupamento, pelas 18H30, após a reunião, por iniciativa da coordenadora do Conselho de Docentes teve lugar a realização de uma palestra versando o tema “A Educação, Nós e a instabilidade da Terra”.
As várias problemáticas que o tema sugere, relativas à nossa educação para a relação com a dinâmica do planeta, pela sua intemporalidade e universalidade, levadas à escola, deixava prever o interesse e a pertinência na divulgação do assunto aos docentes.
A abordagem ao tema proposto coube a José Emanuel Queirós, geógrafo, natural de Amarante.
Em cerca de uma hora, o convidado apresentou uma reflexão crítica ao sistema cultural, que tem a Educação formatada para um modelo de homem e de sociedade cuja normalidade se reflecte no estado de crise mútuo e recíproco. E perante as forças e as acções que a Terra desenvolve, realçou a necessidade de reconsiderarmos o assentamento inadequado na nossa “casa-Mãe”.
A palestra teve o quadro-interactivo como suporte à apresentação de uma colectânea de imagens documentais das matérias expostas, introduzindo a nota motivadora para a reflexão que todos precisamos de fazer sobre “ontologia e cosmologia”, tendo em vista a construção de uma sociedade alicerçada nos conceitos de harmonia e felicidade.

4 comentários:

claudia disse...

Mais discussão sobre estes temas é preciso! Parabéns pela iniciativa!
Beijinhos!!!***

Bea disse...

uauhhh!boa perspectiva .. do tema claro!

Anónimo disse...

Tema interessante, importante e boa abordagem.
Foi um bom momento. Parabéns pela iniciativa.
Neide

Anabela Magalhães disse...

Não presenciei mas, dada a qualidade do orador, gostaria de ter participado!