quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O “quadro interactivo” no contexto da sala de aula

Desde o ano lectivo de 2007/2008 a escola EB1 da Torreira (Fregim) dispõe de uma tecnologia actual muito operativa, eficaz e atractiva como auxiliar do processo de ensino/aprendizagem. Trata-se do “quadro interactivo”, uma ferramenta electrónica sofisticada que remete para a "idade da pedra" o quadro de ardósia, o giz, o apagador e o pó de giz.
As potencialidades de utilização do “quadro interactivo” são tantas, quando conectado ao computador, que a sua plena exploração e manuseio deste recurso pedagógico exige conhecimento e perícia por parte dos docentes.
A generalidade das professoras desta escola tem boa atitude em relação ao “quadro”, mas na verdade ele tem sido usado, a maioria das vezes, mais como tela de projecção, e para as potencialidades que encerra é um uso de pouco rendimento.
Para aprofundar a abordagem às potencialidades e ao funcionamento do “quadro interactivo” o projecto TIC do Agrupamento de Escolas da EB2,3 de Vila Caiz realizou hoje (29/10) uma acção de formação nas instalações da escola sede, em que participaram algumas professoras desta escola.
Para além da exploração das potencialidades dos menus do “quadro interactivo” – tendo em vista proporcionar novas dinâmicas de ensino, despertar a participação activa dos alunos e a promover mudanças positivas nos processos de aprendizagem – a acção também tratou dos cuidados a ter com esta tecnologia multimédia e como solucionar pequenas avarias que possam surgir na sala de aula.
Algumas professoras presentes puderam ali experimentar os conhecimentos adquiridos em como potenciar a tecnologia e usar o “quadro interactivo” como, de facto, uma mais-valia educativa presente na escola.

2 comentários:

Bea disse...

Não sei se o vosso softwere é o da smart mas se é podem usar um trabalho para L Port que pus no 3ºC...
Bjs e boa interactividades

alerts disse...

mulberry purse
mulberry purses
discount mulberry
chloe bag
chloe paddington